Comissão do Senado emite nota de solidariedade aos servidores perseguidos na Rede Federal

Publicada em 05/09/2017 às 12:39 - Atualizada em 05/09/2017 13:35
Ésio Melo
  

A Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal enviou uma Nota de Solidariedade ao SINASEFE manifestando apoio aos servidores vítimas de assédios e perseguições políticas dentro da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

 

Assinada pela senadora Regina Souza, presidenta da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, a nota foi emitida em virtude das denúncias realizadas, na Audiência Pública do dia 15 de agosto, pelo presidente do Sintietfal e Coordenador Geral do Sinasefe, Hugo Brandão, pela servidora do IFAL, Elizabete Patriota, e por dirigentes sindicais do Sindscope e do IFBA.

 

Saiba mais:
Presidente do Sintietfal denuncia perseguição política no Congresso Nacional

 

As denúncias referem-se à crescente quantidade de casos de perseguições políticas na Rede Federal, dentre eles no IFAL, onde quatro dirigentes sindicais estão ameaçados de demissão por lutarem em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade.

 

Veja aqui o documento na íntegra ou confira a nota abaixo:

 

NOTA DE SOLIDARIEDADE

 

A Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, reunida na reunião extraordinária nº 57, de 15/08/2017, vem externar sua profunda solidariedade aos servidores dos Institutos Federais, vítimas de assédio, perseguições políticas e todo tipo de violência psicológica, perpetrada por meio de processos judiciais, comissões de ética e processos administrativos disciplinares sem justo motivo, instaurados pelas reitorias do IFAL, IFBA, IF Baiano, IFSC e Colégio Pedro II.

 

Com informações Sinasefe Nacional 

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Curta no Facebook